Notícias

Coleta e análise de dados: entrevista com Rebecca Ann Meadows, gerente de vendas internacional da Avianca

As transformações pelas quais passa o mundo despertam a atenção também do setor empresarial. Os modelos de negócios de 20 anos atrás já não são mais sustentáveis, e as técnicas habituais de administração não conseguem acompanhar as inovações do mercado. Nesse cenário, o volume de informações que tem circulado pelos inúmeros canais existentes impõe um novo desafio para as empresas: a utilização estratégica dos dados para a tomada de decisões.

Pensando nisso, os cursos de capacitação promovidos pelo SEST SENAT e coordenados pelo ITL têm levado para as empresas do setor de transporte uma nova realidade a partir dos conteúdos trabalhados em sala de aula. Na entrevista abaixo, a gerente de vendas da Avianca, Rebecca Ann Meadows, destaca como a coleta e a análise de dados tem possibilitado um crescimento sustentável para as empresas do setor. 

 
Como o setor aéreo tem atuando na coleta de dados e como eles têm contribuído para melhorar o atendimento aos clientes?
Rebecca Ann.jpg
 
Atender ao cliente de forma personalizada para criar uma experiência positiva desde o primeiro contato é considerado um importante diferencial, tornando-se assim o foco nas estratégias das companhias aéreas, inclusive para a Avianca Brasil. Existem diversas ferramentas que podemos utilizar e customizar com o objetivo de ter o conhecimento das expectativas dos passageiros mesmo antes do check-in no aeroporto. É importante ressaltar que, na Avianca Brasil, a coleta e uso de dados seguem as normas do novo Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados, da União Europeia. Recentemente, reformulamos nossa Política de Privacidade e uso de cookies, que está disponível para consulta na seção “Política de Privacidade”. Nossa equipe trabalha constantemente em melhorias operacionais e também na adequação de políticas, para, de forma clara e transparente, informar ao cliente que navega no site como os dados são utilizados e onde ficam armazenados com segurança.

 
Em um cenário com informações que circulam por inúmeros canais, quais os desafios das empresas na utilização estratégica dos dados para a tomada de decisões?

 
O maior desafio é ter todas as informações em uma única base de dados, de forma que as informações competentes ao perfil do passageiro possam ser utilizadas de maneira inteligente e rápida no atendimento aos clientes antes, durante e após o seu voo.
 
Qual a importância de capacitações como as promovidas pelo SEST SENAT e coordenadas pelo ITL para o setor aéreo?

 
O curso da Embry Riddle, por exemplo, dá aos participantes a oportunidade de ter um overview das principais áreas de uma companhia aérea e compartilhar com o grupo, cases de benchmark, contribuindo assim, para o contínuo desenvolvimento da aviação comercial no Brasil. Também é importante compartilhar os desafios do setor aéreo brasileiro com os acadêmicos que não se encontram no país para que eles também aprimorem seus conhecimentos, levando em consideração as diferenças culturais, e apliquem essa expertise nos módulos e atividades do curso.


Leia também: