Notícias

Pensamento exponencial

Pascal Finette é cofundador da cadeira de empreendedorismo e inovação da Singularity University. Seu trabalho tem foco nos impactos globais e culturais da tecnologia. Durante a missão de gestores do transporte ao Vale do Silício, realizada em setembro, ele proferiu uma palestra sobre modelos exponenciais. 

A tecnologia evolui de forma exponencial, mas o nosso pensamento se projeta linearmente. Qual o impacto disso na forma como percebemos e nos adaptamos às tecnologias em nossa vida? 

Recentemente, a tecnologia avançou e passou a se mover numa curva exponencial acelerada. Isso significa que existe esse hiato entre a habilidade de entender de forma intuitiva e o futuro que nós atualmente buscamos. Nós necessitamos fazer duas coisas. A primeira  é nos educar e fazer uma rígida combinação por trás da tecnologia para compreender como ela parecerá em cinco ou dez anos. Mas o que eu acho mais importante é que precisamos nos forçar a fazer uma pausa e acessar o que isso significa atualmente. É muito fácil dizer o que os computadores irão se tornar, já que eles se modificam muito rapidamente a cada dois anos. Então, em dez anos, eles serão até cem vezes melhores. Mas a questão é: o que isso realmente significa para mim e para o meu negócio? Eu acredito que essas são as duas habilidades que precisamos aprender como líderes no mundo. 

É possível pensar exponencialmente?

Eu acredito que podemos nos treinar a pausar, parar e exercitar o pensamento exponencial para os problemas que vemos no mundo. A única coisa necessária é que entendamos e vejamos essas mudanças exponenciais e confiemos em como nos sentimos, algo próximo da nossa intuição. Então, pare, pause e depois reflita sobre os problemas do futuro. 

Como isso impacta as organizações?

Uma grande necessidade para nós, como seres humanos, é mudar nossos pensamentos e modelos para esse novo mundo. Isso se torna cada vez mais importante no contexto de uma empresa, comunidade ou sociedade. Você precisa entender essas forças. Elas são tão poderosas e podem vir tão repentinamente que, se você não estiver preparado, esbarrará em uma questão proposta por Ernest Hemingway. O escritor disse que essas mudanças estão vindo tão repentinamente que nos sentimos lineares no começo, mas, depois, apenas por causa da curva exponencial, começamos a perceber um forte movimento em direção ascendente no fim do processo. O exemplo clássico para mim é o smartphone. Antes de termos o iPhone, os telefones pareceram iguais por muito tempo. O iPhone não foi o primeiro smartphone, mas eles não eram muito inovadores. Depois, algo aconteceu. Acho que foi a combinação da maneira certa de se fazer, no lugar certo: computadores tecnológicos, bons softwares. Tudo isso veio junto e se tornou uma disrupção tão massiva que abriu toda a indústria. Eu acredito que é importante, no mundo corporativo, que aprendamos a ver esses sinais e os combinemos para que eles se tornem interessantes e disruptivos. 

O que são organizações exponenciais? Quais são suas características? O que as diferencia das organizações lineares?

São empresas que possuem ferramentas, práticas e mentalidade para trabalharem nesse novo mundo. Eu acredito que a maneira mais fácil de pensar as organizações exponenciais é entender que elas realmente têm força, empoderamento e mentalidade para reconhecerem as mudanças do mundo. Elas também criaram uma cultura interna, com processos e ferramentas que permitem trabalhar essas tecnologias. Isso gerou a possibilidade de experimentar muitas ideias. Além disso, elas puderam ver o que está acontecendo no mundo, gastaram tempo compreendendo o futuro e, também, aprenderam com esses experimentos. Outra característica é a habilidade de entender que as falhas são aprendizado e que isso transforma a organização. 

Qual é o papel das lideranças nesses cenários?

Eu acredito que as pessoas são a parte mais importante que existe em uma empresa, são as condutoras para promover essas mudanças. Sem pessoas, nada acontece. Então, como liderança, você deve realmente pensar sobre como alcançar os desafios corretos, como manter os talentos da organização felizes e produtivos e como você os empodera para que eles façam o seu melhor. Pessoas têm um incrível poder e o mais importante aspecto de um negócio. Existe uma citação feita por Herb Kelleher, fundador da South West Airlines: “os negócios são as pessoas de ontem, hoje e amanhã”. Isso é como uma verdade universal sobre negócios. Nós vemos muitas tecnologias atualmente, como a inteligência artificial, por exemplo, mas elas realmente dependem de pessoas.